~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Nosso Perfil. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.
BLOG "ANJO SENSUAL"
Conteúdo Voltado Somente ao Público Adulto: "Contos, Textos, Imagem, Atualidades, Dicas de Saúde Sexual, Informações, Dicas e Links Variados".

"..ATENÇÃO..:
»PRIVAMOS PELO RESPEITO E PELO DIREITO AUTORAL!
»A maioria dos textos são de nossa autoria, portanto, quando não somos os autores, damos os devidos créditos e quando copiamos algo de outro Site ou Blog identificamos o mesmo!"
»Se você deseja copiar algo, avise-nos e lembre-se de respeitar a autoria!"

"OS CONTOS SÃO MERAMENTE NARRATIVOS!"
»" CASAL ANJO SENSUAL "«





~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Tempo. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.







»Confira Nosso Arquivo«

-»Contos e Dicas by AnjoSensual
-»Contos Anteriores



»Passeio Virtual«

- "Cláudia Pit"
- "A arte de Fazer Bem Feito"
- "A menina atras da Janela"
- "Bianca Soares" - Blog
- "SexyHot"
- "Blog Sexy" - links
- "Cantinho Sensual da Lali"
- "Clube dos Desejos"
- "Confesso"
- "Contos Secretos"
- "Desejo Sedução e Paixão"
- "Dicas by Anjo Sensual"
- "Dicas de Motéis"
- "Vanessa Oliveira"
- "Doutor Sexo's"
- "ErotiCidades"
- "Eu assim pra Você"
- "Guia Sex" - links
- "Go go Pornville"
- "Hai-Kai" - Daniel
- "Identidade Secreta"
- "Meninas Maldosas"
- "Meus instantes, meus momentos"
- "Misteriosa"
- "..Mulher.."
- "...Mulher"
- "Nelma Penteado"
- "O Prazer é meu"
- "Rocha Suave" Pt
- "Sampa Erotika"
- "Sensualidade e Atualidade"
- "Sexy HelpDesk"
- "Visão Masculina"



»Indique o Blog«




~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Fetiche e Fantasias. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.


...Sex Shop...
»Amor e Paixão«

...Sex Shop...
»Clique SexShop«

...Sex Shop...
»Darme Sex«

...Sex Shop...
»Desfrutando Sexshop«

...Sex Shop...
»Site G«

...Sex Shop...
»Loja do Prazer«



~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Sites Liberais. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.

»Casal do Arrocha«
»Casal Exibicionista«
»Casal Karinho«
»Comida Caseira«
»Deleire & Delire«
»Sex Erótica«
»Intimidades«
»Kasal Normal
»Prazeres«




~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Aprovados. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.


Blog da Helena








~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Visitas. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.







eXTReMe Tracker







Em Manutenção...

Aguardem



- Rabiscado by: Casal Anjo Sensual às 03h51 PM
[ ]





Já passava das 20:00h, estava deitada em minha cama, assistindo um DVD quando escutei o barulho do carro. Enfim, era ele chegando.

Levantei, dei-lhe um beijo e perguntei se estava com fome. Ele respondeu que sim, que tinha fome de mim, que iria tomar banho e depois me acompanharia na cama...

Apesar de também estar com tesão, apenas sorri, chamando-o de safado.

Ao escutar o chuveiro ligar, entrei no banheiro e fiquei quietinha escondida, espiando a espuma percorrer seu corpo. Adoro vê-lo se tocando e para minha alegria ele dedicou alguns bons minutos massageando seu membro; deixando-o perfumado e apetitoso para mim.

Não queria que ele me visse, então, voltei pro quarto e fiquei imaginando o motivo da sua demora... Diferente de muitas mulheres, saber que ele está se masturbando me provoca arrepios e me enche de tesão, ainda mais sabendo que raramente ele chega gozar e depois, vem faminto me devorar.

Aproveitei a demora para trocar de roupa e colocar uma um pouco mais provocante... Ajeitei meu cabelo, conferi a maquiagem e passei um óleo hidratante no corpo, deixando-o perfumado e convidativo.

Quando ele saiu do banho, falou que aquele cheiro o deixava ainda mais tarado... Fingindo não saber do que se tratava, perguntei de qual cheiro ele falava e ele me respondeu que adora quando passo aquele óleo.

Sem titubear, ele puxou-me pela cintura e me beijou ardentemente, fazendo com que meu corpo todo estremecesse. Tentei empurrá-lo, mas foi em vão... Ele me envolveu com força, com brutalidade, o que acabou me excitando ainda mais.

Vê-lo sedento por sexo e com aquele olhar malicioso me enche de desejo, então, não pensei duas vezes e me entreguei... Ah, que delícia sentir suas mãos gananciosas percorrendo meu corpo e arrepiando cada milímetro dele.

Ajeitei meu cabelo como que oferecendo meu pescoço para ser beijado e sugado, enquanto as minhas mãos acariciam seu corpo, a procura do seu membro quente, duro e teso.

Retirei a toalha, fazendo-a cair no chão e empurrei-o para que se sentasse na cadeira; assim, comecei a beijá-lo, ora sentando em seu colo, ora esfregando meus seios em seu corpo.

Ajoelhei-me no chão e comecei a sentir seu cheiro, seu calor e seu sabor... Estava com sede... Queria seu pau dentro de minha boca e comecei a chupá-lo com gosto, deslizando minha língua safada ao redor da cabecinha, subindo e descendo, desde a cabeça até o saco; só então começo a devorá-lo com maestria. Sugando centímetro por centímetro, até colocá-lo todo na minha boca, o sentindo tocar a minha garganta... chupo, lambo suas bolas, prendendo-as delicadamente com meus lábios e fazendo-o gemer de tanto tesão.

Sinto minha calcinha molhada, digo que estou louca pra senti-lo dentro de mim... Ele faz que não acredita e me provoca, pedindo pra ver.

Me levanto, me ajeito na cama e deslizo minhas mãos sobre a calcinha... Ele diz que não está vendo nada, então ajeito a calcinha de lado e olhando em seus olhos, percorro meus dedos em minha buceta molhada, penetro levemente dois dedos e retiro, mostrando o caldinho que saiu neles.

Ele adora a visão e diz que quer provar. Quer me provar.

Abre minhas pernas, acaricia minhas coxas e começa a brincar com meus lábios úmidos e quentes. Diz que adora meus lábios, que adora me beijar... Então peço um beijo, não nos lábios da boca, mas nos lábios que ele tanto gosta de brincar e massagear. Não agüento e gozo em sua boca. Ele sorri... Se levanta e me beija...

Eu apenas retribuo, sei que ele adora quando sinto o meu gosto em sua boca.

Queria mais. Queria senti-lo dentro de mim, então me viro, fico de quatro e peço para me comer gostoso.

Ele adora a visão e começa a apertar minha bunda, percorrendo sua mão em meu sexo molhado lambuza meu cuzinho e o chupa com gosto... Chupa-o com tanta vontade que me deixa ainda mais molhada.

Digo que assim ele me provoca, me deixando ainda mais com tesão, então peço para ele socar um dedo...

Ele faz e eu deliro... Começo a rebolar em seu dedo e peço pra socar mais um...

Ele faz e me chama de safada... De tarada... De puta... Eu não agüento e gozo com ele me fodendo com os dedos... Ele delira!!!

 

Ele se ajeita e me penetra gostoso... Ah, como eu adoro sentir seu pau entrando e saindo, deslizando na minha bucetinha... Tentando entrar em minha bundinha...

Tento me virar, quero olhar em seu rosto... Ele me ajeita e permite que eu o veja com tesão, que eu veja o desejo e o prazer estampado em seu rosto.

Que delicia!!

Peço pra ele penetrar com força, mais rápido... Ele diz que não vai agüentar e me pede pra virar, que quer gozar em minha boca...

Me ajoelho no chão e peço para que ele sentar na beira da cama, fico novamente de quatro, deslizo meu rosto entre suas pernas, sinto o calor de sua pele e vou percorrendo meus lábios em seu corpo... Vou passeando minha língua até encontrar seu pau duro, quase estourando, todo melado... Fico brincando com a cabecinha, provocando, sugando e sentindo ele gemer...

Seguro suas bolas, puxo meus cabelos de lado e começo a devorá-lo com vontade, engulo-o, sinto-o batendo na garganta e retiro... Volto a chupar com mais vontade, com mais desejo, num ritmo constante e não demora muito pra eu sentir ele jorrando em minha cara... Abro minha boca e o abocanho-o com vontade, pois quero aquele leite todo pra mim...  Passo a língua entre os lábios e digo que adoro seu leite, que adoro cada gota!

Ele vem, me beija, diz que me ama e se ajeita na cama e diz que precisa descansar, pra mais tarde recomeçar!

 

 

 



- Rabiscado by: Casal Anjo Sensual às 05h27 PM
[ ]





O mundo é cheio de surpresas, quando a gente menos espera, surge àquela deliciosa vontade de se aventurar... Era um sábado à noite, voltávamos pra casa depois de dançarmos muito numa festa na casa de amigos. A lua brilhava e as estrelas decoravam o céu límpido que nada lembrava a estação que estamos vivendo (o inverno) pelo contrário, o calor daquela madrugada mais parecia com noites quentes de verão.

A festa estava animada, comidas e bebidas a vontade e muita gente bonita que dançavam ao som de uma banda bem eclética... Enquanto alguns casais dançavam, outros se beijavam, se esfregando e apimentando o ambiente. Tinha até uma garota que bebeu de mais e simulou um strip-tease, deixando os homens enlouquecidos.

Estávamos excitados e resolvemos ir embora para aproveitarmos o final da noite a sós.

Durante o trajeto conversamos sobre a festa e o comportamento das pessoas, principalmente sobre um casal que não tirava os olhos de nós. Confidenciei que, apesar de constrangedor, aqueles olhares provocavam a minha imaginação e disse a ele que estava excitada, não somente pela dança ou pelo ambiente, mas porque o porte físico do rapaz mexia com minha libido e que tinha certeza que a garota fazia o mesmo com ele.

Ele sorriu... Suspirou...  E apertando seu membro sobre a calça, olhou em meus olhos e me chamou de sua safada. Foi então que notei que ele também estava excitado e que seu pau estava duro e teso.

Sem cerimônia, me ajeitei no banco do carro, ajustei minha blusa deixando a mostra um de meus seios... Levei meu dedo à boca, chupei e deslizei no mamilo, causando arrepio e deixando-o acesso... Enquanto ele dirigia, beijei sua orelha, mordisquei seu pescoço e comecei a acariciá-lo ... Senti que ele gostou, mas me disse pra ir devagar, pois estava dirigindo e a rodovia estava movimentada. Nem liguei e continuei massageando seu membro... Abri o zíper de sua calça, coloquei-o pra fora e passei a acariciá-lo por inteiro, afinal, a sensação de sermos flagrados me deixava ainda mais excitada.

Apertando seu pau com uma de minhas mãos, apalpei meu seio com a outra, acariciei meu bico com a língua e desci a mão entre minhas pernas, afastei a calcinha e deslizei os dedos em minha bucetinha, sentindo a umidade e o calor que tudo aquilo me provocava lambi meus dedos e perguntei se ele queria provar.

Ele respondeu que sim, então lambuzei meus dedos novamente e passei em seus lábios... Ele pediu mais, porém disse que ele teria que esperar um pouco, pois, queria lambuzar seu pau com meu tesão... Novamente lambuzei meus dedos e esfreguei lentamente sobre a cabeça do seu pau, chupando-o logo em seguida.

De repente ele freou o carro e saiu da pista, parando-o num acesso sem muito movimento. Perguntei o que estava acontecendo e com um tom de voz rude, ele disse pra eu descer do carro...

Suspeitei de suas intenções e disse que assim eu ficava ainda mais molhada.

Desci rapidamente, abri minha blusa e deixei a mostra os meus seios, ficando apenas de saia, e com o olhar cheio de malicia perguntei o que ele queria de mim. Ele me apertou contra seu peito, me beijou loucamente e disse pra eu ficar quietinha, apenas gemer se sentisse prazer, pois tínhamos que ser rápidos para não sermos pegos.

Contrariando seu pedido, disse que a sensação de sermos vistos me causava excitação e se chegasse alguém, poderíamos chamar pra brincadeira... Mais uma vez ele me chamou de safada e, erguendo minha saia arrancou a minha calcinha.

Então ele se abaixou e começou a me chupar gostoso... Bailando sua língua por toda parte, ora sugando ora mordiscando... Penetrando a ponta de sua língua em minha bucetinha...

Era uma delicia sentir sua língua indo e vindo... Gemia a cada toque.

E gemendo mais alto pedi pra ele me penetrar, pois queria lambuzar seu pau.

Num movimento rápido ele se levantou, apertando-me contra seu peito e se esfregando em meus seios, me provocando mais e mais... Me beijou, mamou gostoso em meus seios e me virou de costas, deitando-me sobre o capô do carro. Então ele enfiou uma de suas mãos entre minhas pernas e começou a acariciar meu cuzinho, apertou minha bunda, e me fez gemer ao sentir um de seus dedos lambuzados penetrar meu cuzinho, num indo e vindo que me deixava completamente louca...

Com a outra mão ele puxou meus cabelos, deixando a mostra o meu pescoço... Puxou meu rosto, me beijou, apalpou meu seio, mordiscou meu pescoço causando arrepios em meu corpo inteiro.

A cada arrepio que ele me provocava eu o chamava de safado, tarado, maluco... Minha bucetinha piscava de tanto tesão, pedia mais, queria mais... Disse que minhas pernas tremiam de tesão e que estava molhada, completamente excitada e que adorava quando ele me travava como sua puta.

Foi quando ele me chamou de sua putinha e disse que ia foder ainda mais gostoso, que iria me mostrar como uma puta gosta de ser tratada. Então, ele debruçou-se sobre mim, me ajeitou encaixando seu pau duro e grosso em minha bucetinha molhada e me penetrou... Primeiro movendo seu quadril lentamente indo e vindo, depois socou gostoso me fazendo gemer...

Gemia muito, gemia alto e nem me importava com a aproximação dos carros... Gozei gostoso, gozei gemendo, gozei querendo mais... Pedindo mais...

O barulho dos carros, minhas mãos espalmadas no capô... Os movimentos de vai e vem que de tão fortes balançavam o carro, me deixavam cada vez mais excitada e apesar de já ter gozado, queria mais.

Então pedi pra ele socar aquele pau duro e lambuzado no meu cuzinho... Pedi pra pôr tudo, por depressa, pois o queria inteiro dentro de mim...

Nem terminei de pedir e senti seu membro se encaixar. E conforme ele ia invadindo gostoso, sua mão segurava meu seios. Pedi pra ele ir devagar, pois queria sentir seu pau duro enchendo lentamente o meu cuzinho.

Suas estocadas me deixavam louca, comecei a rebolar e apertar o seu pau com meu cuzinho. Ele delirou e disse que se continuasse fazendo assim, ele não agüentaria por muito tempo.

Provoquei... Me toquei... Rebolei e gemi...

Ele não agüentou... Deu grito e me chamando de putinha, retirou seu membro lambuzado de dentro de mim e jorrou... Um gozo intenso, gostoso. Vibrei ao sentir aquele leitinho quente sobre minha bunda escorrendo entre minhas pernas...

Aos poucos fui me virando e me senti feliz em ter realizado mais uma de nossas doces fantasias... Nos abraçamos... Nos beijamos... E com cumplicidade do amor verdadeiro, e do prazer enlouquecedor que um tem pelo outro, entramos no carro e fomos pra casa, exaustos, cansados pelo prazer e saciados pelo desejo.



- Rabiscado by: Casal Anjo Sensual às 11h30 PM
[ ]





Apesar de tantos anos juntos, nossa relação sexual sempre foi muito quente e ativa. O desejo e o tesão que um tem pelo outro sempre foi o diferencial em nossa relação, mas, especialmente naquela semana estava me sentindo cansada, precisando de algo diferente, relaxante. Afinal, o trabalho e as preocupações do dia a dia tornavam as semanas cada vez mais intensas e mal amanhecia a segunda-feira já começava a contar as horas para o próximo final de semana.

Temos por habito nos preocupamos um com o outro e, quando um não está bem, o outro pensa e agi de acordo para dar suporte e melhorar o humor, o prazer e aliviar as tensões daquele que não está bem.

E dessa vez não foi diferente. Conversa vai, conversa vem, ele propôs contratarmos um “massagista sensual” (homem), destes que aliviam e relaxam os músculos tencionados e que massageiam pontos estratégicos no corpo feminino, com a intenção de excitar e provocar, porém, sem chegar às vias de fato.

Confesso que no inicio relutei, nunca me imaginei sendo acariciada por outro homem que não fosse o meu marido e muito menos na presença dele, mas acabei aceitando, não somente pela ousadia, mas também pela excitação. Afinal, para nós as preliminares são o ápice da relação, só era preciso cautela, pois, poderia nos levar ao prazer total ou a insatisfação.

Depois de tanto conversarmos e relacionarmos os prós e os contras decidimos de comum acordo que escolheríamos o massagista juntos, assim, não causaria constrangimento a mim e nem ciúmes a ele.

Procuramos em SITES específicos... Juntamos informações e só decidimos quando encontramos um rapaz que atendesse as nossas expectativas, ou seja, um rapaz educado, bem apresentado (de acordo com o meu gosto), e qualificado profissionalmente como massagista, afinal, antes de tudo, precisávamos de uma pessoa instruída e respeitosa, que soubesse respeitar os limites previamente impostos por ambos.

Combinamos preço, local e limites... Nada de toques nas partes intimas, nem beijos, nem palavras ao pé do ouvido, e detalhe, eu estaria vendada, assim me sentiria menos constrangida, afinal, meu marido estaria observando-nos.

Chegado o dia, nos hospedamos bem antes da hora marcada no motel escolhido por nós, avisamos na recepção que estávamos no aguardo de um profissional e pedimos que só o deixasse entrar com a nossa liberação, pois, gostaríamos de uns minutos a sós.

Estávamos tensos... Eufóricos... Ansiosos... Fomos direto pra hidromassagem onde relaxamos, brindamos e degustando de um bom vinho... Tudo o que eu não precisava era me excitar naquele momento, afinal, seria um perigo durante a massagem.

Ao ouvir o telefone tocar, sabia que o momento havia chegado, então sai da banheira e me cobri com o roupão. Beijei meu marido e pedi pra ele não sair do meu lado por nada.

Enquanto meu marido seguia em direção a porta, me aconcheguei numa poltrona de costas pra porta... Embora curiosa, não queria nem ver os olhos desse rapaz, ficaria com a impressão que tive dele pelas fotos que vimos no SITE, porém não pude deixar de ouvir sua voz macia e sensual se apresentando ao meu marido.

Para evitar constrangimentos o combinado foi pouca luz, assim não causaria mal estar se uma das partes tivesse qualquer tipo de reação e também não prejudicaria a massagem em si.

As luzes são apagadas, musicas romântica tocam ao fundo e, em seguida senti uma mão suave me vendar os olhos com uma mascara que não deixava passar nenhuma claridade.

Meu coração disparou e dele só ouvi seu nome e o pedido para que eu relaxasse e deixasse fluir todo sentimento e reação que quisesse... Ah, ele disse também que se caso algo me incomodasse, bastaria pedir para parar.

Meu marido novamente me beijou e disse que estava ali do lado.

Ouvi uma porta batendo e logo em seguida a torneira da pia do banheiro se abrir e imaginei que era ele lavando suas mãos. Tensa e de olhos vendados, não consegui decifrar quem me conduzia pra cama, me orientando apenas com gestos.

Os minutos pareciam eternidades e logo senti a aproximação de alguém sentando na cama e retirando à parte de cima no meu roupão, mantendo meu bumbum coberto. Senti segurança nas mãos daquele rapaz, parece que ele conhecia cada parte do meu corpo que precisava de atenção especial e, aos poucos fui sentindo o aroma de um delicioso óleo de amêndoa sendo derramado sobre minhas costas e uma mão suave o espalhando...

Arrepiei-me e apesar do constrangimento que sentia, confesso que uma forte excitação invadiu meu corpo fazendo com que meus mamilos ficassem duros e a respiração ofegante...

Estava confusa... Um misto de prazer e timidez tomou conta de mim. Apesar das nossas doces fantasias nunca havia sentido outras mãos em meu corpo, mas ao mesmo tempo era como se já nos conhecêssemos.

Mãos fortes, porém macias que começaram a massagear minha nuca, me deixando arrepiada... A excitação aumentou quando ele se sentou sobre minha bunda, me encaixando entre suas pernas, só assustei quando notei que ele também estava nu e o que nos separava era a pequena dobra do roupão.

Tentei argumentar, mas o calor das suas mãos percorrendo por toda minha coluna me fez calar.

Ele deslizava da nuca até a ponta do cóccix, massageando minhas nádegas por baixo do roupão e terminando no quadril...

O medo se misturava com o tesão... A insegurança, com a satisfação... E o prazer de estar sendo tocada por um estranho se misturava com a proteção de estar sendo observa por meu marido...

Resmunguei que minhas pernas estavam dormentes e então ele mudou de posição. Continuou sentado sobre meu bumbum, porém de frente para minhas pernas...

Senti suas mãos tocando meus pés; minhas pernas são um dos meus pontos fracos e parecia que ele fazia a propósito, demorando uma eternidade em cada centímetro delas. Neste momento o calor começa a tomar conta de mim... Minha respiração acelerava à medida que suas mãos ia subindo e deslizando entre meu joelho e as coxas... Estava excitada e cheia de desejo tentei me conter em respeito ao meu marido, mas não consegui... Minha bucetinha não respondia a mim, mas sim a aquele tesão que me invadia e a deixava ainda mais molhada. Minha pele, toda arrepiada, clamava por ser tocada mais e mais, minha boca estava seca... Faminta... Louca por um beijo... A respiração cada vez mais ofegante... Respirei profundo... Sabia que meu marido entenderia aquele respiro... E o jovem rapaz continuou me massageando, tocando suavemente minha virilha e esbarrando em minha vagina... Não resisti e tive um tímido orgasmo... Rápido, porém intenso...

O massagista, mantendo seu profissionalismo, amenizou a intensidade da massagem, proporcionando a mim um breve retome do fôlego. Por fração de segundos ele sai de cima de mim, meus pensamentos viajam, como seria tocar aquele corpo nu... O que ele estaria sentindo? Mas antes de chegar a uma resposta sinto suas mãos me guiando e me virando de frente e então ele se ajeita novamente sobre mim.

Tentando me posicionar, esbarro acidentalmente uma das mãos em seu membro e pude senti-lo duro feito uma pedra... Suspirei e não contive a rigidez dos meus seios que a essa altura clamava para serem chupados... Ao me movimentar sinto o lençol encharcado e novamente me pego em êxtase, meu coração batia acelerado... Não conseguia acreditar que estava me expondo a outra pessoa, então começo me apavorar com os sentimentos... No mesmo tempo em que sentia aquele tesão, tentava relutar contra o desejo de ser possuída por um desconhecido...

Ele também se posicionou e sentou entre minhas pernas, deixando-as entreabertas como que se estivesse se preparando para um papai mamãe, porém com o homem sentado...

Ao mesmo tempo em que ele massageava meu pescoço e descia pelos ombros, braços, seios (dando uma atenção especial aos duros e gostosos mamilos) terminando no quadril, senti seu pau tocar “acidentalmente” em minha vagina abrindo os grandes lábios e terminando em cima do clitóris... Minha bucetinha estava completamente molhada o que facilitava o passeio daquele pau duro em sua portinha...

Os toques estavam cada vez mais fortes e a cada pincelada do seu pau, soltava um gemido abafado de prazer... Minha vontade era de tocar... Beijar... Sentir aquele membro duro esfregando e entrando em mim...

A massagem continua... Ora ele massageando minhas coxas, ora meus seios, ora afagando meus cabelos. Meu corpo arrepiado pedia mais... Minhas pernas se abriam deixando a mostra minha bucetinha molhada, pedindo para ser penetrada, mas toda vez que seu pau estava por entrar, ele se afastava, deixando um calor enorme invadir entre minhas pernas...

Não resistindo ao tesão, puxo-o pelos braços e o levo até a vagina e com maestria ele começa a sugar cada gota daquele tesão... Desliza sua língua com delicadeza, lambe, chupa, passeia pelo cuzinho, e mordisca a bunda.

Louca de tesão, puxei-o sobre meu corpo e sem nenhum esforço permiti seu membro me penetrar num lento movimento de vai e vem... Socando fundo seu pau grosso e duro... Aperto suas costas e me seguro para não beijá-lo... Não resisto ao prazer e me rendo há um maravilhoso orgasmo... Peço para que não pare, quero mais... E as estocadas me levam ao delírio... Ele também não resiste e sinto seu prazer pelos tímidos gemidos que saem de sua boca.

Ficamos alguns instantes abraçados... Ele tenta me beijar, eu recuso... Mas logo percebo a realidade e fico feliz em descobrir que era ele (meu marido) que estava ali o tempo todo, não existia massagista, não exista timidez e nem culpa. Pergunto como conseguiu e ele me diz que havia combinado com o rapaz que ele entraria no quarto, falaria o necessário e sairia antes da massagem começar.

Realizada, massageada e sem ressentimentos tomamos um banho, jantamos e fomos pra casa, dormir em nossa cama, onde fazemos as mais puras juras de amor.



- Rabiscado by: Casal Anjo Sensual às 01h22 AM
[ ]





A noite estava fria... A fim de me aquecer, resolvi tomar um banho quente, porém, o que eu não imaginava é que a água quente deslizando em meu corpo aqueceria também a minha libido.

Coloquei xampu em minhas mãos e friccionei-as para que ficassem bem ensaboadas; passei a tocar os meus seios, acariciei meu pescoço, deslizei pela barriga e antes que pudesse alcançar minha virilha, achei melhor me enxaguar e voltar para o quarto...

Saí enrolada na toalha, ele estava deitado na cama sob os cobertores, olhei em seus e quando ia contar o que acabará de acontecer, ele, com seu olhar malicioso, me chamou pra junto dele... Era como se ele adivinhasse os meus pensamentos e os meus desejos.

Larguei a toalha e me aconcheguei sobre seu corpo macio, quente e acolhedor. Começamos a nos beijar.

Beijos abusados, famintos, lambuzados... Sua pele macia contra a minha, uma de suas mãos deslizando em minhas costas enquanto a outra, percorria meus cabelos puxando-os levemente para trás; seu olhar sedutor, sua barba por fazer que me arrepiava a cada toque no pescoço, meu tesão e libido em alta... Tudo perfeito envolvido num clima pra lá de sensual, romântico e prazeroso.

Percebendo como eu estava, ele começou a beijar meu corpo, descendo da minha boca pelo meu pescoço, acariciando e beijando meus seios e sugando deliciosamente os meus mamilos... Ajeitei-me ao seu lado, procurando uma posição em que eu pudesse retribuir as carícias e, enquanto ele me tocava, deslizei meu corpo pela cama e toquei os meus lábios em seu membro. Chupei... Lambi... Saboreei gostoso cada centímetro; queria senti-lo, beijá-lo, tocá-lo.

Senti seus dedos me penetrar e quase gozei de tanto tesão, mas ao perceber o meu prazer, ele se ajeitou e percorreu sua língua entre minhas pernas... Seus lábios tocaram o meu sexo, sua língua abusada brincava na entrada se atrevendo a ir mais fundo de vez em quando... Não resisti e deixei o prazer me dominar.

Beijei sua boca ainda lambuzada e senti um sabor suave e doce... Queria mais, então mudei de posição e sentei novamente sobre seu membro, cavalguei gostoso ora beijando sua boca, ora esbarrando os meus seios em seus lábios. 

Seus braços envoltos em minha cintura, suas mãos quando não acariciavam os meus seios, tocavam e apertavam a minha bunda ou procuravam o meu sexo a fim de me dar maior prazer... Atingi o ápice do prazer e deixei meu gozo escorrer e deslizar em seu membro.

Estávamos suados. Como ele ainda não havia gozado, e para provocá-lo, troquei a posição e fiquei de bruços. Pedi que ele sentasse sobre minhas pernas e me tocasse, ele sorriu e disse que isso não daria certo, e para seu delírio, respondi que era assim que eu queria...

Ele veio, beijou e acariciou minhas costas, mordiscou minha bundinha... Senti seu membro latejando e tive a certeza que ele estava louco de desejo querendo me penetrar, então me ajeitei e permiti que assim o fizesse.

Os movimentos ficaram mais ferozes... Suas mãos seguravam meus cabelos com mais intensidade, gemidos (meu e dele) invadiram o nosso quarto... Estávamos excitados... Então rebolei gostoso e senti seu membro penetrar mais profundamente dentro de mim... Ajeitei minha mão e comecei a acariciar a minha grutinha do amor; disse a ele que estava lambuzada... gostosa... tarada e o chamei pra gozar junto comigo... Ele deu um suspiro profundo e gozou gostoso, me lambuzando por dentro e por fora.

Caímos cansados, exaustos, deitamos agarrados, pois o frio novamente começara a aparecer.



- Rabiscado by: Casal Anjo Sensual às 12h32 AM
[ ]





 

Era hora do almoço, eu caminhava passeando pelo centro da cidade, sem destino, sem rumo, apenas prestigiando o brilho das vitrines quando me deparei com uma boutique erótica, ou para quem preferir, uma loja de produtos eróticos.

A vitrine discreta, porém, glamourosa, chamou-me a atenção e movida talvez pela curiosidade ou pela vontade de experimentar algo novo, não contive a tentação e ansiosa, tímida e bastante curiosa adentrei a loja.

Ao entrar me deparei com um local bastante glamouroso. Senti-me super bem, o ambiente é lindo, os estandes iluminados deixam à mostra os mais diversos “brinquedinhos eróticos”...

 

Fui recebida por uma atendente simpática, educada, bonita e atraente que me perguntou se eu estava à procura de algo em especial; respondi que não, que era a minha primeira vez na loja e que estava conhecendo e me familiarizando com o ambiente e os produtos.

Ela sorriu e perguntou se eu era lésbica... Tímida, me assustei com a pergunta, minha vontade era de sair correndo... Mas respirei fundo e sem graça respondi que não, mostrei minha aliança e disse que era casada, com homem, portanto hetero.

 

Curiosa, perguntei o porquê da pergunta, e sorrindo ela respondeu que era apenas pra me encaminhar à seção de produtos para lésbicas.

Ela também explicou que visitas aos SexShop são freqüentes e independem de opção e gosto sexual e que, ao contrário do que muitos pensam a grande maioria dos consumidores de produtos eróticos são os casais heterossexuais, bem casados e a fim de inovar a relação, fazer algo diferente para não cair na mesmice do dia a dia.

Disse também que muitas pessoas preferem compras on-line pelo fato de não precisarem se expor, e informou o Site da loja “CliqueSexShop”, porém, chegamos num acordo que conhecer pessoalmente os produtos é bem melhor.

Vendo o tamanho do mico que acabará de pagar, sorri e disse a ela que nem sabia que havia seções diferentes... Ela sorriu e antes de me deixar só, me mostrou as diversas seções com inúmeras variedades de objetos; tudo para um melhor prazer sexual. Disse que eu podia pegar e manusear qualquer objeto exposto e que se precisasse de ajuda era só chamá-la.

 

Enfim, pude conferir os mais diversos objetos... Vibradores de diferentes modelos, pênis de todos os tipos e tamanhos, borracha, de gel, de pelúcia, com ou sem vibro, com movimentos...etc... etc.

Claro que não tive coragem de pegar tudo que vi, pois, ainda me sentia constrangida com a situação, então segui em direção aos lingeries e aos cosméticos e, como toda mulher, fiquei encantada com tudo que vi...

 

Conjuntos lindos e sensuais, calcinhas ousadas, fantasias provocantes, sais de banho perfumado, aromatizante, óleo de massagem com sabor, creme que prolonga o prazer, sabonetes com formatos diferentes e curiosos, velas, perfume excitante... Enfim, tudo e mais um pouco que pudesse imaginar, tanto para homem como para mulher. Escolhi vários itens e fiquei tentada a comprar um vibrador... Meu primeiro vibrador.

 

Então pedi ajuda da atendente, que sugeriu alguns deles e dentre os quais eu escolhi o que mais me agradou e mandei embrulhar tudo discretamente, afinal, tinha que voltar ao trabalho.

 

Paguei, agradeci e sai da loja, ainda tensa, porém com a certeza de que voltaria outras vezes, com ou sem o meu marido, afinal, fui bem atendida e tive uma consultoria sensacional, com a indicação de alguns produtos e explicação de outros.

Tive a certeza que Sex Shop é um lugar também para mulheres casadas, pois se trata de ambiente respeitoso e bastante descontraído.

 

Não esperei nem chegar em casa pra ligar pro meu marido e deixá-lo curioso sobre a loja que acabará de conhecer... Contei apenas que tinha várias surpresas para quando chegássemos em casa e que nossa noite seria pra lá de especial e excitante.

 

Confesso que não voltei à loja, mas já fiz várias compras on-line, afinal, a loja é de confiança e, depois de conhecê-la, nossas noites têm sido muito mais prazerosas.

 

Fica aqui a dica do CliqueSexShop: Se sua vida sexual não vai bem e a relação está desgastada, acenda a chama da paixão. Conversem mais. Façam algo diferente, descubram novas vontades, estejam abertos para novas experiências. Realizem desejos escondidos, fantasiem juntos e descubram que uma relação pode e deve ser para toda a vida, basta apenas se darem o prazer de experimentar e ser feliz.

Visite uma boutique erótica, seja uma loja física ou virtual, não importa; o que conta é esta loja ter uma boa diversidade de produtos e um bom atendimento.

E lembre-se, o brinquedo sexual sempre será uma pimenta a mais na relação, nunca substituirá o homem, ou a mulher, ele deve ser apenas um acessório para diversificar e apimentar a relação.

 



- Rabiscado by: Casal Anjo Sensual às 10h37 AM
[ ]





As fantasias sempre fizeram parte de nossas vidas. Algumas colocamos em práticas, outras vivem no imaginário causando assim um certo frisson sempre que ‘tocamos’ nela.

Entre quatro paredes, ou melhor, para apimentar a relação na hora da transa vale tudo: palavras picantes, gestos ousados em momentos inesperados, demonstração de desejo em publico, transas em lugares inusitados, uso de “brinquedinhos” durante a relação, etc.

Estava à procura de algo novo, algo que apimentasse e que até então não havíamos provado... Então resolvi, no meio da tarde, ligar pra ele dizendo que precisava sair, mas minha chave havia ficado em seu carro. Ele estranhou e disse que ira verificar. Não demorou muito e ele me ligou, provavelmente para falar que não as chaves não estavam lá, mas não atendi ao telefone. Ele insistiu no celular, mas também não atendi.

Calculei que em 20 minutos ele estaria chegando, então, fechei toda casa deixando aberta apenas a janela do nosso quarto; me apressei e fui tomar um banho pra refrescar, vesti uma mini camisola provocante e uma calcinha bem pequena, tipo fio dental.

Haviam se passado 15 minutos e, calculando que logo ele chegaria, peguei dois de nossos brinquedinhos favoritos, deitei na cama e assistindo a um DVD pornô comecei a me acariciar.

Ao escutar ele tentando abrir a porta, fui ao delírio, mas continuei me tocando gostoso, penetrando e deslizando com gosto o nosso “amigo” vibrante.

Ele me chamou duas, talvez três vezes, mas não respondi... O celular tocou, o telefone de casa tocou e nada de eu atender. Imaginava-o preocupado, então, a fim de mostrar a ele onde eu estava, aumentei o som do televisor...

Fechei meus olhos e imaginando que ele estava ali, trancado, do lado de fora de casa, apenas observando me tocar e brincar com nosso “amigo”, fui ao ápice e tive um delicioso orgasmo.

Aos poucos fui relaxando e ao abrir os olhos tive a certeza que ele estava ali... Deliciando-se com a cena, sedento por sexo e não acreditando no que acabará de ver.

Sorri maliciosamente e perguntei se ele havia encontrado a chave, ele sorriu e safadamente disse que não, mas que poderia dar um jeito se eu fosse uma boa menina e fizesse de novo, agora de olhos abertos, virada pra janela pra ele assistir de camarote.

Prontamente atendi e abaixei o som da televisão e passei a me tocar pra ele... Deslizei minhas mãos em meus seios, apertei os bicos e os lambisquei, provando o sabor dos meus seios rígidos e tarados por uma boa chupada.

Fiquei em pé na cama e dancei sensualmente, tirando minha camisola e a calcinha, percebi que ele se tocava e imaginei que seu pau estivesse duro, teso e faminto; então, rebolei gostando, me toquei e abaixei para que ele se deliciasse com o visual. Foi quando ele me pediu para pegar o outro brinquedinho, esse um pouco maior e mais grosso que o outro, e me penetrar, imaginando ele me penetrando...

Assim o fiz, peguei nosso “amigo”, beijei-o, percorri minha língua por sua extensão e deslizei-o em meu corpo... Deitei-me na cama e olhando em seus olhos, penetrei profundamente.

Tirava e socava, deslizava e penetrava, apertava meus seios, chupava meus dedos, lábia nosso “amigo” e penetrava meus dedos... Estava excitada, tarada... Pronta pra gozar novamente quando o vi pular pela janela e invadir nosso quarto, como um fugitivo, um fugitivo do trabalho e escravo do tesão.

Ele então me beijou, me chamou de sua putinha safada e me penetrou ferozmente, querendo saciar todo aquele tesão que eu havia lhe provocado.

Disse que adora me ver me tocar... Que gosta de me ver brincando com nosso “amigo” mas que gosta muito mais quando ele está por perto, podendo assim desfrutar do meu tesão e se lambuzar com o meu gozo.

Ele socou, me penetrou gostoso, me deixou toda arrepiada e me fez gozar em seu pau... E só então, ele retirou seu membro lambuzado de dentro de mim e trouxe-o em direção a minha cara e socou-o em minha boca, me fazendo chupar e sentir o sabor gostoso do meu próprio gozo... Deslizei minha língua e sugando a ultima gota pedi que ele lambuzasse a minha cara, que jorrasse em mim o seu gozo.

Sedento, ele não resistiu... Uivou de prazer e gozou gostoso... Um gozo grosso, espesso e saboroso. Uma mistura única do nosso prazer, da minha realização e da sua satisfação.

Ele tinha pressa, precisava voltar ao trabalho então se levantou, tomou um banho e me deixou ali, saciada e relaxada de tanto prazer. Com certeza aquela tarde foi-lhe uma tarde prazerosa o qual o trabalho jamais poderia ter lhe proporcionado.



- Rabiscado by: Casal Anjo Sensual às 01h46 PM
[ ]





A noite começou com um banho, comportado no início, mas se tornou safado conforme a espuma se espalhava por nossos corpos.

A água quente que nos molhava também aquecia nosso corpo, o barulho de água caindo e o vapor formado no banheiro davam um clima todo especial e logo os beijos começaram a ficar mais apimentados e os abraços mais fortes e empolgantes.

Nossos corpos se entrelaçavam se esfregando e se excitando numa busca frenética em dar e receber prazer, tudo para saciar aquela louca vontade de possuir um ao outro.  

Em meio a espumas, beijos e apertões pude sentir seu membro rijo se esfregando entre minhas pernas, morrendo de vontade de entrar, e eu morrendo de vontade que ele entrasse, e ali, embaixo da água quente, começou em longo e prazeroso ato de amor, sexo e prazer... Um momento único, mágico, impulsivo, relaxante, intenso e prazeroso.

Ajoelhei-me e sentindo a água quente escorrer por meu corpo, passei a “brincar” com seu pau como se fosse um sorvete saboroso e suculento. Chupava, lambia, sugava e acariciava... Ora com os olhos fechados, ora com os olhos abertos, pois vê-lo excitado me deixa ainda mais tarada.

Sentei-o na beira da banheira e aos poucos fui deixando aquele membro teso e duro entrar completamente dentro de meu corpo, todo molhado, quente e desejoso daquele prazer.

Os beijos deram espaços aos deliciosos movimentos de sobe e desce, entra e sai... Ora rápido e empolgante, ora mais calmo e delicioso. O tesão era imenso, a excitação era máxima, dos beijos surgiram gemidos que ecoavam entre as paredes de um lindo banheiro de um quarto de motel...

O Tesão pairava no ar e cada vez que eu levava uma estocada profunda ou um ‘puxão’ no cabelo seguido de um beijo no canto da boca, tinha que segurar a vontade de gozar para continuar naquele prazer incontrolável, um verdadeiro martírio penitencial...

Ele me levantou, me beijou, acariciou e chupou meus seios e lentamente percorreu o caminho até minha virilha, tocando suavemente a minha bucetinha molhada... Beijando, lambendo, tateando e penetrando-a com sua língua quente e molhada enquanto sua mão brincava com meus mamilos, me deixando ainda mais excitada.

Gemi dançando em sua língua, esfregando gostoso meu sexo em sua cara... E gemendo pedi para que ele me penetrasse, pois queria sentir o calor do seu membro dentro de mim.

E num movimento rápido ele me colocou de costas apoiada na quina da banheira, me deixando de quatro, e, freneticamente foi “socando” gostosamente aquele pau todo melado da minha excitação...  O tesão era imenso, o desejo ainda maior e não conseguimos resistir muito mais tempo e, entre sussurros e gemidos, estocadas profundas e beijos ardentes gozamos... Um gozo forte, intenso, delicioso e marcante.

Gozamos juntos, nos deliciamos juntos e relaxamos juntos curtindo a água quente e cheia de espuma daquela banheira do quarto de motel.



- Rabiscado by: Casal Anjo Sensual às 09h51 PM
[ ]