~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Nosso Perfil. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.
BLOG "ANJO SENSUAL"
Conteúdo Voltado Somente ao Público Adulto: "Contos, Textos, Imagem, Atualidades, Dicas de Saúde Sexual, Informações, Dicas e Links Variados".

"..ATENÇÃO..:
»PRIVAMOS PELO RESPEITO E PELO DIREITO AUTORAL!
»A maioria dos nossos textos são de autoria própria, portanto, quando não somos os autores, damos os devidos créditos e quando copiamos algo de outro Site ou Blog identificamos o mesmo!"
»Se você deseja copiar algo, avise-nos e lembre-se de respeitar a autoria!"

"OS CONTOS SÃO MERAMENTE NARRATIVOS!"
»" CASAL ANJO SENSUAL "«





~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Tempo. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.







»Confira Nosso Arquivo«

-»Contos e Dicas by AnjoSensual
-»Contos Anteriores



»Passeio Virtual«

- "Cláudia Pit"
- "A arte de Fazer Bem Feito"
- "A menina atras da Janela"
- "Cantinho Sensual da Lali"
- "Dicas by Anjo Sensual"
- "Vanessa Oliveira"
- "ErotiCidades"
- "Nelma Penteado"
- "Sensualidade e Atualidade"
- "Sexy HelpDesk"
- "Visão Masculina"



»Indique o Blog«




~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Fetiche e Fantasias. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.


...Sex Shop...
»Amor e Paixão«

...Sex Shop...
»Clique SexShop«

...Sex Shop...
»Darme Sex«

...Sex Shop...
»Desfrutando Sexshop«

...Sex Shop...
»Loja do Prazer«



~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Sites Liberais. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.





~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Aprovados. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.









~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Visitas. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.












Combinamos de sair para jantar. Nada formal, somente uma maneira de relaxar o stress da semana e dar boas vindas ao final de semana prolongado.

Fomos há um restaurante simples, porém muito aconchegante. Durante o jantar conversamos sobre tudo: trabalho, dinheiro, amigos, futebol e claro não poderíamos deixar de falar sobre sexo.

Comecei perguntando se havia alguma fantasia ainda a ser realizada ou se existia algum desejo secreto guardado a sete chaves.

Sorrindo, ela respondeu que não, mas que gostaria de repetir algumas que já foram realizadas. Insiste em saber qual delas, mas ela se negou e disse que eu saberia no momento certo e continuamos a conversa sem grandes revelações.

No caminho de volta para casa, entre uma deslizada e outra de “mão boba”, tornei a perguntar e novamente ela se negou a dizer, então, visando descobrir de qual se tratava, perguntei para ela qual tinha sido a melhor... E sem pensar duas vezes ela começou a dizer:

...Lembra-se do dia em que fomos há um coquetel e uma garota começou a te olhar e eu, morta de ciúmes quase fui pra cima dela?

Respondi que sim e ela continuou...

- Então, naquele dia, você para provocar a garota, me puxou para um canto e começou a deslizar suas mãos pelo meu corpo... Contornou os meus seios e desceu pelas minhas pernas e por diversas vezes aproveitou da fenda da minha saia e tocou o meu sexo sobre a calcinha, que estava molhada de tanto tesão...

Pedi para ela continuar, pois o papo juntamente com as cenas que vinham na cabeça estava deixando-me ainda mais excitado. E ela continuou...

- A garota fez questão de se aproximar e dizer que adorava observar e perguntou se poderíamos fazer melhor, pois ela estava toda molhada... Confesso que fiquei muito excitada e provocando-a, passei a te beijar loucamente, deslizando minhas mãos ora em sua nuca, ora em quadril, dando a impressão de que abriria o zíper da sua calça...

Fiquei admirado com a riqueza dos detalhes que ela falava, mas novamente pedi para ela continuar, pois a sua narração estava perfeita... (risos). E ela continuou...

- Suas mãos foram subindo lentamente e começaram a tocar os meus seios e você, ousado como sempre, colocou-as por dentro da minha blusa e apertou os meus biquinhos, fazendo com que gemesse de tesão... E eu, olhando para garota, deslizei minhas mãos em seu membro e o apertei-o para que ela percebesse o tamanho que ele estava... Mas logo em seguida escutamos vozes e resolvemos parar, pois podíamos ser vistos por outras pessoas e não queríamos causar nenhum mal entendido... Claro que a garota não gostou nadinha, mas eu amei provoca-la e deixar bem claro que você é só meu!...

Enfim, chegamos em casa e já em nosso quarto, a puxei em meus braços, olhei em seus olhos e fiz questão de afirmar que sempre serei só dela.

E todo tarado disse que a recordação havia me atiçado e queria continuar de onde havíamos parado...

Ela sorriu, se despiu e beijando-me retirou toda a minha roupa.

Ao sentir sua pele esfregando na minha pele não resisti... Abracei-a, beijei-a e, delicadamente, a penetrei profundamente... Arrancando gemidos de sua boca e arrepios do seu corpo.

Ambos estávamos excitados e nos entregamos aos nossos desejos...

E juntos, chegamos ao máximo dos prazeres... Ela me lambuzando com seu néctar maravilhoso e eu despejando em seu corpo todo o meu gozo e o meu prazer!

E abraçados, prometi a ela que da próxima vez, eu relataria outra fantasia já realizada.



- Rabiscado by: ¨.¨}Cláudia e Paulo{¨.¨ às 10h15 PM
[ ]





Hoje você encheu-me de desejo e deixou-me toda arrepiada, após ligar no meio da tarde, só para confidenciar que estava morrendo de vontade de me amar. Confesso que só de ouvir o tom da sua voz pelo telefone fiquei completamente molhada.

No telefone você sussurrava gostoso que estava excitado e queria que eu estivesse com você naquele momento, saciando seus desejos e devorando-o por inteiro.

Você dizia que iria tocar o meu corpo e beijar meu pescoço e depois deslizaria sua língua em meus seios, só para sugá-los completamente arrepiados. Que queria se perder em meus beijos e sentir aquele calor gostoso invadindo o nosso corpo.

Disse que me despiria aos poucos e acariciar-me-ia lentamente a fim de me dar prazer. Que me colocaria de quatro sobre a mesa e delicadamente penetraria seu membro latejante em meu sexo úmido, sedento de prazer.

E, num vai e vem ousado, queria escutar meus gemidos pedindo para você penetrar mais forte, pois iria gozar.

Após me saciar, você sentaria e pediria para eu cavalgar gostoso em seu membro tarado e todo lambuzado. Queria me ouvir dizendo baixinho, palavras picantes enquanto mordiscava meus seios. 

Ah, como você me deixou louca de desejo quando disse que queria deslizar sua língua no meu corpo e descer até a minha virilha a procura do meu liquido do prazer.

Disse-me também que se eu fizesse o mesmo, não agüentaria e que fazer-te ia delirar e então, delicadamente me deitaria sobre a mesa e com as pernas bem aberta despejaria o seu gozo quente dentro de mim.

Você disse que me ama e que seu desejo por mim aumenta cada dia mais, que sou a mulher da sua vida, a mais perfeita, a mais sex, a mais amiga...

Disse-me também que estava ansioso para voltar pra casa e encontrar-me morrendo de prazer e, quando isso acontecesse falaria tudo novamente para juntos, iniciarmos tudo outra vez, ao vivo, de corpos nus e o nosso coração batendo num só ritmo.

Tentei me tocar... Queria chegar ao prazer e esperava que você fizesse o mesmo, afinal, estávamos longe, mas tínhamos as nossas mãos e podíamos amenizar o tesão, mas antes de eu pronunciar qualquer palavra você desligou o telefone e me deixou assim...

  "...Cheia de desejo e louca de vontade, com a calcinha molhada e a pele arrepiada, e mesmo assim, fiquei ansiosa esperando você chegar!".



- Rabiscado by: ¨.¨}Cláudia e Paulo{¨.¨ às 08h55 PM
[ ]





A noite estava fria e tudo indicava que aquela seria uma noite tranqüila.

Como de costume, ela deitou e deu-me um beijo de boa noite, se aconchegou em meus braços e pediu para aquecê-la, pois, estava com muito frio.Confesso que ousei e aproveitei que ela estava com pouquíssima roupa e comecei a tocá-la, provocando arrepios em sua pele suave e macia.

Para minha surpresa, ela retribuiu os toques e roçou suas pernas nas minhas. Beijando-me ardentemente ela veio para cima de mim e apoiando em meus braços, impediu-me de tocar em seu corpo.

Olhando nos meus olhos ela deslizou a língua em meu corpo, causando-me arrepios e provocando minha ereção. Maliciosamente ela brinca, desliza, sobe, desce, pára, me olha, insinua, mas em momento algum toca o meu membro deixando-me ainda mais tarado.

Para o meu delírio, ela se acaricia, deslizando uma de suas mãos em seu corpo, descendo lentamente até tocar o seu delicioso sexo e com a outra, ela segura um dos seios e, abaixando a cabeça, toca a língua em seu bico. Neste instante, fico alucinado e tento tocá-la, mas ela se afasta e num gesto ainda mais ousado, desliza os seios em meu membro, que latejava de tanto prazer, quase me fazendo gozar.

Segurando-a de uma maneira forte, mas sem machucá-la, puxei-a para cima de mim e mais uma vez ela se afasta e desliza sua língua no meu pênis duro e latejante. Devorando-me todo, ela alterna os movimentos, ora deslizando e lambuzando-me com sua língua, ora acelerando e apertando-me com os lábios...

Vendo minha excitação, ela volta pra cima e esfregando-se em minhas pernas, senta e começa cavalgar gostoso,...

Segurando em seu bumbum delicioso, fico tarado e a domino. Trocamos de posição e faço-a gemer e gozar, penetrando-a de quatro.

Ouvindo seus gemidos, vendo sua pele arrepiada e sentindo meu pênis completamente lambuzando, não agüento e libero o meu gozo... Jorrando gostoso dentro do seu delicioso corpo

E depois de um beijo de boa noite, deitamos e aquecendo-nos do frio, dormimos bem agarrados.



- Rabiscado by: ¨.¨}Cláudia e Paulo{¨.¨ às 10h56 PM
[ ]







- Rabiscado by: ¨.¨}Cláudia e Paulo{¨.¨ às 10h59 PM
[ ]





Fomos convidados a participar de um workshop que seria realizado num hotel luxuoso localizado numa cidade um pouco distante daqui... Ficaríamos hospedados dois dias, com tudo pago pela empresa e teríamos as noites livres, então, resolvi caprichar na mala, pois aproveitaríamos para fazer uma “pequena lua-de-mel”.

Durante o dia, passamos horas ouvindo vários palestrantes e participando de dinâmicas... Mal tivemos tempo de conhecer toda a infra-estrutura do hotel e combinamos que á noite, antes do jantar, reuniríamos com alguns amigos para poder fazer um tour pelo hotel.

Como queria provocar, pois tinha em mente as "melhores das intenções", me arrumei fatalmente... Com um vestido justo e um decote generoso, ressaltando assim os meus seios!

Ao ver-me vestida daquela forma ele disse que não estava com fome e tão pouco preocupado em conhecer o hotel, disse que preferia ficar no quarto e desvendar todo mistério de me amar numa cama de um hotel luxuoso.

Confesso que me senti atraída por suas palavras e quase me entreguei, mas tinha em mente que queria provocar para deixá-lo ainda mais tarado, então dei a desculpa que ficaria mal se não aparecêssemos.

Meio que contrariado ele acabou cedendo e fomos direto ao bar do hotel... Quando entramos percebemos que nenhum dos nossos amigos estava por lá, então sentamos, pedimos um drink e ficamos conversando enquanto os esperávamos.

Como a excitação era tanta, não demorou muito para ele me beijar e começar a me tocar sensualmente, mas foi interrompido com a chegada dos demais.

Não éramos o único casal, mas os únicos casados, portanto, os únicos que estavam hospedados no mesmo quarto... E logo começaram as piadinhas de “invejas”.

Ele já não controlava suas mãos que, maliciosamente, passeavam em meu corpo, então, sussurrando em meu ouvido disse que me queria... Fingi que não ouvi e continuei conversando, mas fiquei toda arrepiada ao sentir uma de suas mãos apertando a minha coxa enquanto a outra deslizava em minha nuca, sob os cabelos... Fui ao delírio.

Não tive outro jeito a não ser de inventar uma desculpa e, meia sem jeito e morrendo de tesão, disse que estava com dor de cabeça e pedi para que ele me acompanhasse até o quarto para tomar um comprimido... Claro que todos perceberam a nossa intenção e nos alugaram com piadinhas.

Voltamos para o quarto e antes mesmo de trancar a porta, ele me encostou na parede e passou a me beijar loucamente... Suas mãos deslizando pelo meu corpo deixaram-me ainda mais excitada e não resisti ao sentir seus lábios tocando em meus mamilos...

Retribui as carícias e não demorou para que ficássemos nus, então, pedi para ele trancar a porta e quando retornou passei a chupá-lo... Ele adorou e começou a me chamar de sua safadinha, me pedindo para devorá-lo gostoso.

Olhando em seus olhos eu o engolia... Lambia suas bolas e deslizava minha língua por toda parte... Com a ajuda da minha mão comecei a massageá-lo e por pouco não o fiz gozar em minha boca...

Ele disse que estava com sede e pediu-me licença para abrir uma garrafa de suco que estava no frigobar, achei estranho ele parar no meio, mas permiti... Então ele se levantou, abriu a garrafa e disse que iria tomar o suco na melhor taça que ele conhece. Sorri e entendi a sua sede...

Ele me ajeitou no sofá e me lambuzou com o suco, deixando minha pele toda arrepiada pelo gelo do liquido... E pedindo para que eu fechasse os olhos, começou a me lamber todinha... Primeiro deslizando sua língua em meus seios... Seguindo em minha barriga, até chegar no meu sexo... Onde permaneceu até me fazer gozar.

Então, virou-me de quatro e derramou um pouco mais do suco, lambuzando as minhas costas e a minha bundinha... Logo em seguida, sugou-me com prazer.

Cheio de tesão ele não agüentou muito tempo e segurando-me pelo quadril, penetrou o seu membro que estava quente e latejante... A pressão das suas bombeadas me deixaram com tesão e quando ele percebeu que eu havia gozado novamente, não resistiu e também gozou... Despejando em mim o seu tesão, o seu prazer e sua excitação.

Ele jorrou gostoso, lambuzando-me todinha!

Saciados, famintos e exaustos, ligamos para o restaurante e pedimos que nos mandasse o jantar.



- Rabiscado by: ¨.¨}Cláudia e Paulo{¨.¨ às 12h03 AM
[ ]





Apreciar uma mulher é algo visivelmente prazeroso e excitante, e como a maioria dos homens, adoro vê-las dançando.

Estávamos em casa e coloquei um cd pra tocar... Ela estava na cozinha preparando um lanche quando percebi que começara a cantar, então, não resisti e aumentei o som.

Conhecendo como me conhece, ela logo descobriu o porquê eu havia aumentado o volume e com o olhar cheio de malícia veio em minha direção, me beijou e começou a dançar.

Tinha no olhar misterioso a incerteza de realmente me querer ou de apenas me provocar, então, antes que ela falasse algo, eu pedi que fizesse um strip-tease pois, estava excitado e a queria toda minha.

Ela sorriu e olhando em meus olhos disse que seria um prazer ficar nua pra mim...

Fechei as cortinhas da sala e apaguei as luzes, deixando acessas somente ás luzes laterais; troquei a musica, me ajeitei no sofá e concentrei o olhar em seus movimentos sensuais...

Movimentos ousados, mãos passeando pelo próprio corpo e um olhar atrevido e fatal, tudo num clima sedutor e harmonioso. Estava excitado e não sabia se esse strip chegaria ao fim.

Não demorou muito e ela começou a se despir, mantendo o seu corpo sempre em movimentos sensuais... Primeiro retirou a blusa e jogou-a no chão, deixando a mostra um lingerie de rendas, que timidamente cobria seus lindos seios; pegou uma cadeira que estava no canto e a trouxe para o centro da sala e com seu jeito atrevido de ser, insinuou uma cavalgada... Deixando-me ainda mais tarado.

Em seguida, se levantou e ficou de costas para mim, dançando, retirou o lingerie e ficou semi-nua.

Senti nesse instante um forte desejo de tê-la aos meus braços, então tentei toca-la, mas ela negou e pediu para que ficasse apenas observando... Sem ter o que fazer, obedeci, mas confesso que meus pensamentos voaram e minha imaginação foi capaz de fazer-me sentir o cheiro e o toque da sua pele.

Não resisti, abri o zíper da minha calça e comecei a massagear o meu membro que estava ereto e latejante... Ela sorriu e querendo me provocar ainda mais, retirou o short, ficando apenas com uma minúscula calcinha.

Estávamos excitados.

Sempre dançando, ela se aproximou... Abaixou-se e colocou suas mãos nos meus joelhos, deixando com que os seus seios ficassem dependurados e bem perto dos meus lábios.

Tentei toca-los, mas ela se esquivou... Chamei-a de safadinha e ela sorriu. Estava louco de desejo e queria em meus braços, mas ela negava.

Quando eu menos esperava, ela ajoelhou na minha frente e começou a acariciar o meu corpo, causando-me arrepios e levando-me ao delírio. Num gesto ousado, ela acariciou o meu membro e, querendo senti-lo, o colocou para fora e começou a deslizar suas mãos num vai e vem maravilhoso.

Disse que assim era sacanagem e que eu não agüentaria pois estava louco de tesão... Ela nem deu bola pras minhas palavras... Sentou-se no chão, olhou nos meus olhos, abriu as pernas e sem tirar a calcinha começou a me chupar e a se tocar.

Novamente a chamei de safadinha... Minha deliciosa safadinha e mais uma vez ela sorriu. Percebi que sua respiração estava ofegante e disse para ela continuar.

E com o olhar cheio de malícia ela gozou... Senti em seus olhos e no apertão que deu no meu membro, que foi um orgasmo profundo e prazeroso.

Com suas mãos lambuzadas do seu gozo, ela tocou em meu membro e me levou aos céus... E quando ele estava completamente melado, ela o abocanhou por inteiro. Delirei... Me entreguei... Gemi e jorrei, atingindo o ápice do prazer...

Gozei em sua boca, lambuzando o seu rosto e inundando a sua boca com o meu néctar do amor.

Com esse seu jeito de mulher sensual, ela se supera, pois sabe do que gosto e como gosto... Provocando-me... Satisfazendo-me e me levando a loucura.



- Rabiscado by: ¨.¨}Cláudia e Paulo{¨.¨ às 10h17 PM
[ ]





Hoje ele amanheceu mais gostoso do que nunca...

Era 7:00 quando acordei assustada e vi que tínhamos perdido a hora.

Como de costume, deslizei minhas mãos em seu corpo e sussurrei em seu ouvido na tentativa de acordá-lo, tudo em vão... Então, passei a tocar em seu membro, que estava ereto e muito duro. Ele reagiu e percebi que consegui desperta-lo, porém, fui logo dizendo que estávamos atrasados.

Ele disse que todos poderiam esperar e pediu para eu continuar. Neguei e alertei que ele tinha uma reunião importante ás 8:00, portanto, teria que se levantar sem receber carinhos.

Contrariado ele se levantou e enquanto eu preparava o café, ele foi tomar banho.

Da cozinha pude sentir seu delicioso perfume e ao vê-lo ali na minha frente todo produzido, vestido de terno e gravata, confesso que fiquei excitada e senti minhas pernas tremerem, porém, sabia que não podíamos fazer nada naquele momento, então me contive e me despedi dele dizendo que estava toda molhada...

Um pouco antes do almoço ele me ligou e disse que precisava falar comigo com urgência e, por isso, estava indo almoçar em casa. Perguntei do que se tratava e ele me disse que tínhamos algo para terminar, afinal ele saiu sem poder se despedir como queria.

Sorri e o chamei de tarado... Como estava em casa, resolvi tomar um banho para esperá-lo, afinal, ele estava todo arrumado e eu não queria que ele me encontrasse daquele jeito.

Sai do banho enrolada na toalha e quando entrei no quarto, lá estava ele... Observando-me e querendo me devorar com os olhos.

Sentei-me na cama e quando ia vestir um lingerie, ele disse que não precisava, pois eu estava linda assim...

Então ele se sentou ao meu lado e começou a me beijar. Não resisti e deixei com que a toalha caísse no chão.

Ele segurou-me pelos braços, me deitou na cama e passou a beijar o meu corpo... Mordiscou meus seios, massageou meus bicos que estavam rígidos e salientes e foi descendo em busca de novos arrepios em meu corpo.

Ao tocar-me entre pernas, ele delicadamente as separou e começou a deslizar sua língua por toda parte... Beijava-me, me lambia, me chupava... Estava excitada e pedi para parar, mas ele disse que não e continuou me tocando, ora deslizando sua língua, ora me sugando gostoso... Não resisti e gozei em sua boca.

Vendo-me por hora saciada, ele pediu para eu devora-lo e, com o olhar de safada, respondi que seria um prazer...

Para provocá-lo, deslizei minha mão no meu sexo todo lambuzado e em seguida toquei em seu membro... Ele gemeu e disse queria mais... Continue, ora me tocando, ora lambuzando o seu membro por inteiro.

Quando percebi que ele estava todo lambuzado, passei a chupá-lo. Primeiro beijei a pontinha e depois, olhando em seus, devorei-o todo retirando com minha língua todo caldinho que minha mão colocara.

Percebendo que logo gozaria, ele me pediu para parar... Puxou-me em seus braços e começamos a nos beijar.

Ajeitei-me em seu colo e beijando-o loucamente, passei a cavalgar gostoso.

Ele segurou nos meus seios e, apertando os meus bicos, me fez gozar deliciosamente... E sentindo o meu gozo escorrer em seu membro, ficou todo tarado e disse que me queria de quatro.

Levantei-me... Ajeitei-me na cama e logo senti suas mãos, uma segurando em meu quadril e a outra segurando em seu membro, deslizando-o por toda parte. Gemi ao sentir a penetração, que devido à pressão, me fez delirar de tesão.

Passei a gemer e como estava excitada, comecei a me tocar... Ele não resistiu e disse que iria gozar.

Então, deslizei os meus dedos lambuzados e acariciei suas bolas, ele delirou... Gozou gostoso, me lambuzando e permitindo sentir aquele leitinho grosso e quente escorrer entre as pernas.

Nos beijamos. Tomamos um banho e fomos almoçar, afinal, era meio dia e ele precisava voltar a trabalhar.



- Rabiscado by: ¨.¨}Cláudia e Paulo{¨.¨ às 10h14 PM
[ ]





O dia amanheceu ensolarado e como não tínhamos nada em especial para fazer, telefonamos para uns amigos e combinamos de ir para a chácara e fazer um churrasco a beira da piscina. Eles não demoraram para chegar e, enquanto os homens cuidavam das carnes e das bebidas, nós mulheres ficamos na cozinha “fofocando” e jogando conversa fora... Claro que os homens ficavam curiosos ao ouvir as risadas de determinados assuntos e cada hora, aparecia um na porta para saber o acontecia, aí desconversávamos...

Falávamos de intimidades quando percebi que o meu marido entrou para pegar cervejas e, para provocá-lo, relatei uma de nossas aventuras... Ele ficou sem graça e com o olhar tímido saiu logo da cozinha... Combinamos que cada mulher iria provocar o seu marido e, mesmo que insinuando, contaria pequenos detalhes de uma possível aventura durante o sexo.

A noite chegou e como havia quartos vazios, os convidei para passar a noite na chácara, assim poderíamos continuar o churrasco no domingo. Nessa hora percebi um olhar estranho do meu marido e querendo saber o que eu havia feito de errado, disfarcei e o chamei de lado para perguntar.

Ele disse que não era nada de errado, mas que toda aquela conversa da tarde havia o deixado com tesão e que seus planos era passarmos a noite juntos, sozinhos nos curtindo. Respondi que não haveria nenhum problema, afinal, havia um quarto para cada casal e que todos poderiam fazer o que quisessem ao fechar a porta.

Ele me olhou sério e perguntou se isso cabia a nós também... Eu sorri e respondi que sim, afinal, também estava sentindo um louco desejo de me entregar a ele. Novamente ele perguntou se eu faria tudo e deixaria que ele fizesse tudo o que tinha vontade e, antes mesmo de eu responder, ele me encostou na parede e começou a me beijar fogosamente, bailando a sua língua por toda parte.

Seu beijo quente, o deslizar gostoso da sua língua em minha boca e o medo de sermos pegos em flagrantes me deixou de pernas bambas e, mesmo que eu quisesse afastá-lo de mim, não conseguiria, pois, o desejo falava mais alto.

Tarado e com o seu membro excitado ele passou a beijar a minha nuca e a mordiscar o meu pescoço, me deixando completamente molhada... Suspirei fundo e falei em seu ouvido que queria que ele me tomasse em seus braços e me fizesse sua. Nesse instante ele me virou de costas e me apertou contra a parede... E enquanto beijava a minha nuca, passou a deslizar suas mãos pelo meu corpo.

Como eu estava vestida com uma saída de banho e por baixo ainda usava o biquíni, ele lentamente levantou a saia e apalpou-me gostoso... Senti um de seus dedos roçar o meu sexo e para provocá-lo gemi de tesão.

Percebendo a minha excitação ele virou e me beijou... Colocou sua mão sob a blusa e seguiu em direção aos meus seios, que estavam com os bicos rígidos, implorando por umas mordidas. Estávamos loucos de desejos e sugeri que fossemos para o quarto, afinal, poderíamos ser surpreendidos, mas ele negou e quis que continuássemos ali mesmo.

Confesso que fiquei ainda mais excitada!

Vi uma cadeira ao lado e sugeri que ele sentasse, pois queria cavalgar... Ele aceitou e prontamente se sentou. Não perdi tempo e coloquei minha mão por dentro da sua sunga, retirando o seu membro latejante para fora e, antes que ele pudesse me puxar para o seu colo, comecei a chupá-lo gostoso, ora deslizando a minha língua por toda parte até contornar as suas bolas, ora o devorando profundamente... Ele disse que assim não agüentaria e então, me puxou para cima dele.

Sentei gostoso e senti o seu membro todo dentro de mim... Passei a cavalgar e a gemer e para provocar-me ainda mais, ele começou a falar coisas picantes em meu ouvido. Como estava excitada, não resisti e gozei gostoso; deixando escorrer em seu membro o tesão e o meu prazer.

Então ele me pediu para levantar e em seguida me virou de costas para ele, pedindo para que eu cavalgasse assim, pois ele queria ver seu membro entrando e saindo de dentro de mim.

Prontamente atendi e para provocá-lo ainda mais, passei a me acariciar deixando com que a ponta dos meus dedos tocasse em suas bolas.

Todo excitado e já não agüentando mais aquele tesão, ele retirou o seu membro de dentro de mim, me inclinou para frente e gemendo... Gozou gostoso! Jorrando por toda parte, lambuzando as minhas costas e deixando escorrer aquele leitinho quente até a minha bundinha.

Apesar do medo e da rapidez, foi gostoso e antes que alguém pudesse nos ver daquele jeito, fomos tomar um banho.

                             



- Rabiscado by: ¨.¨}Cláudia e Paulo{¨.¨ às 11h17 PM
[ ]