~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Nosso Perfil. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.
BLOG "ANJO SENSUAL"
Conteúdo Voltado Somente ao Público Adulto: "Contos, Textos, Imagem, Atualidades, Dicas de Saúde Sexual, Informações, Dicas e Links Variados".

"..ATENÇÃO..:
»PRIVAMOS PELO RESPEITO E PELO DIREITO AUTORAL!
»A maioria dos nossos textos são de autoria própria, portanto, quando não somos os autores, damos os devidos créditos e quando copiamos algo de outro Site ou Blog identificamos o mesmo!"
»Se você deseja copiar algo, avise-nos e lembre-se de respeitar a autoria!"

"OS CONTOS SÃO MERAMENTE NARRATIVOS!"
»" CASAL ANJO SENSUAL "«





~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Tempo. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.







»Confira Nosso Arquivo«

-»Contos e Dicas by AnjoSensual
-»Contos Anteriores



»Passeio Virtual«

- "Cláudia Pit"
- "A arte de Fazer Bem Feito"
- "A menina atras da Janela"
- "Cantinho Sensual da Lali"
- "Dicas by Anjo Sensual"
- "Vanessa Oliveira"
- "ErotiCidades"
- "Nelma Penteado"
- "Sensualidade e Atualidade"
- "Sexy HelpDesk"
- "Visão Masculina"



»Indique o Blog«




~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Fetiche e Fantasias. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.


...Sex Shop...
»Amor e Paixão«

...Sex Shop...
»Clique SexShop«

...Sex Shop...
»Darme Sex«

...Sex Shop...
»Desfrutando Sexshop«

...Sex Shop...
»Loja do Prazer«



~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Sites Liberais. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.





~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Aprovados. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.









~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*. .Visitas. ~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.~.*.












 

O mundo é cheio de surpresas, quando a gente menos espera, surge àquela deliciosa vontade de se aventurar... Era um sábado à noite, voltávamos pra casa depois de dançarmos muito numa festa na casa de amigos. A lua brilhava e as estrelas decoravam o céu límpido que nada lembrava a estação que estamos vivendo (o inverno) pelo contrário, o calor daquela madrugada mais parecia com noites quentes de verão.

A festa estava animada, comidas e bebidas a vontade e muita gente bonita que dançavam ao som de uma banda bem eclética... Enquanto alguns casais dançavam, outros se beijavam, se esfregando e apimentando o ambiente. Tinha até uma garota que bebeu de mais e simulou um strip-tease, deixando os homens enlouquecidos.

Estávamos excitados e resolvemos ir embora para aproveitarmos o final da noite a sós.

Durante o trajeto conversamos sobre a festa e o comportamento das pessoas, principalmente sobre um casal que não tirava os olhos de nós. Confidenciei que, apesar de constrangedor, aqueles olhares provocavam a minha imaginação e disse a ele que estava excitada, não somente pela dança ou pelo ambiente, mas porque o porte físico do rapaz mexia com minha libido e que tinha certeza que a garota fazia o mesmo com ele.

Ele sorriu... Suspirou...  E apertando seu membro sobre a calça, olhou em meus olhos e me chamou de sua safada. Foi então que notei que ele também estava excitado e que seu pau estava duro e teso.

Sem cerimônia, me ajeitei no banco do carro, ajustei minha blusa deixando a mostra um de meus seios... Levei meu dedo à boca, chupei e deslizei no mamilo, causando arrepio e deixando-o acesso... Enquanto ele dirigia, beijei sua orelha, mordisquei seu pescoço e comecei a acariciá-lo ... Senti que ele gostou, mas me disse pra ir devagar, pois estava dirigindo e a rodovia estava movimentada. Nem liguei e continuei massageando seu membro... Abri o zíper de sua calça, coloquei-o pra fora e passei a acariciá-lo por inteiro, afinal, a sensação de sermos flagrados me deixava ainda mais excitada.

Apertando seu pau com uma de minhas mãos, apalpei meu seio com a outra, acariciei meu bico com a língua e desci a mão entre minhas pernas, afastei a calcinha e deslizei os dedos em minha bucetinha, sentindo a umidade e o calor que tudo aquilo me provocava lambi meus dedos e perguntei se ele queria provar.

Ele respondeu que sim, então lambuzei meus dedos novamente e passei em seus lábios... Ele pediu mais, porém disse que ele teria que esperar um pouco, pois, queria lambuzar seu pau com meu tesão... Novamente lambuzei meus dedos e esfreguei lentamente sobre a cabeça do seu pau, chupando-o logo em seguida.

De repente ele freou o carro e saiu da pista, parando-o num acesso sem muito movimento. Perguntei o que estava acontecendo e com um tom de voz rude, ele disse pra eu descer do carro...

Suspeitei de suas intenções e disse que assim eu ficava ainda mais molhada.

Desci rapidamente, abri minha blusa e deixei a mostra os meus seios, ficando apenas de saia, e com o olhar cheio de malicia perguntei o que ele queria de mim. Ele me apertou contra seu peito, me beijou loucamente e disse pra eu ficar quietinha, apenas gemer se sentisse prazer, pois tínhamos que ser rápidos para não sermos pegos.

Contrariando seu pedido, disse que a sensação de sermos vistos me causava excitação e se chegasse alguém, poderíamos chamar pra brincadeira... Mais uma vez ele me chamou de safada e, erguendo minha saia arrancou a minha calcinha.

Então ele se abaixou e começou a me chupar gostoso... Bailando sua língua por toda parte, ora sugando ora mordiscando... Penetrando a ponta de sua língua em minha bucetinha...

Era uma delicia sentir sua língua indo e vindo... Gemia a cada toque.

E gemendo mais alto pedi pra ele me penetrar, pois queria lambuzar seu pau.

Num movimento rápido ele se levantou, apertando-me contra seu peito e se esfregando em meus seios, me provocando mais e mais... Me beijou, mamou gostoso em meus seios e me virou de costas, deitando-me sobre o capô do carro. Então ele enfiou uma de suas mãos entre minhas pernas e começou a acariciar meu cuzinho, apertou minha bunda, e me fez gemer ao sentir um de seus dedos lambuzados penetrar meu cuzinho, num indo e vindo que me deixava completamente louca...

Com a outra mão ele puxou meus cabelos, deixando a mostra o meu pescoço... Puxou meu rosto, me beijou, apalpou meu seio, mordiscou meu pescoço causando arrepios em meu corpo inteiro.

A cada arrepio que ele me provocava eu o chamava de safado, tarado, maluco... Minha bucetinha piscava de tanto tesão, pedia mais, queria mais... Disse que minhas pernas tremiam de tesão e que estava molhada, completamente excitada e que adorava quando ele me travava como sua puta.

Foi quando ele me chamou de sua putinha e disse que ia foder ainda mais gostoso, que iria me mostrar como uma puta gosta de ser tratada. Então, ele debruçou-se sobre mim, me ajeitou encaixando seu pau duro e grosso em minha bucetinha molhada e me penetrou... Primeiro movendo seu quadril lentamente indo e vindo, depois socou gostoso me fazendo gemer...

Gemia muito, gemia alto e nem me importava com a aproximação dos carros... Gozei gostoso, gozei gemendo, gozei querendo mais... Pedindo mais...

O barulho dos carros, minhas mãos espalmadas no capô... Os movimentos de vai e vem que de tão fortes balançavam o carro, me deixavam cada vez mais excitada e apesar de já ter gozado, queria mais.

Então pedi pra ele socar aquele pau duro e lambuzado no meu cuzinho... Pedi pra pôr tudo, por depressa, pois o queria inteiro dentro de mim...

Nem terminei de pedir e senti seu membro se encaixar. E conforme ele ia invadindo gostoso, sua mão segurava meu seios. Pedi pra ele ir devagar, pois queria sentir seu pau duro enchendo lentamente o meu cuzinho.

Suas estocadas me deixavam louca, comecei a rebolar e apertar o seu pau com meu cuzinho. Ele delirou e disse que se continuasse fazendo assim, ele não agüentaria por muito tempo.

Provoquei... Me toquei... Rebolei e gemi...

Ele não agüentou... Deu grito e me chamando de putinha, retirou seu membro lambuzado de dentro de mim e jorrou... Um gozo intenso, gostoso. Vibrei ao sentir aquele leitinho quente sobre minha bunda escorrendo entre minhas pernas...

Aos poucos fui me virando e me senti feliz em ter realizado mais uma de nossas doces fantasias... Nos abraçamos... Nos beijamos... E com cumplicidade do amor verdadeiro, e do prazer enlouquecedor que um tem pelo outro, entramos no carro e fomos pra casa, exaustos, cansados pelo prazer e saciados pelo desejo.



- Rabiscado by: Casal Anjo Sensual às 11h30 PM
[ ]